O Prêmio TOP DESTINOS TURÍSTICOS é o maior reconhecimento às cidades que investem e acreditam no turismo como um potencial gerador de riqueza e autoestima da população. A premiação elegerá, em até 16 categorias, os melhores destinos do Estado de São Paulo.

VOTE AGORA!

PATROCINADOR PLATINUM

PARCEIROS INSTITUCIONAIS

PATROCINADORES GOLD

PATROCINADORES SILVER

APOIO INSTITUCIONAL

REALIZAÇÃO

AUDITORIA

Regulamento

  • 1. Do Objetivo

    O Prêmio TOP DESTINOS TURÍSTICOS tem como objetivo, identificar e selecionar os melhores destinos turísticos do Estado de São Paulo.
  • 2. Dos Realizadores

    O Prêmio TOP DESTINOS TURÍSTICOS é uma realização conjunta da ADVB – Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil e da SKÅL Internacional São Paulo, sendo todos os direitos de suas propriedades.
  • 3. Dos Parceiros

    São parceiros do Prêmio TOP DESTINOS TURÍSTICOS:

    - AMITESP - Associação dos Municípios de Interesse Turístico do Estado de São Paulo;
    - APM - Associação Paulista de Municípios;
    - APRECESP - Associação das Prefeituras das Cidades Estância do Estado de São Paulo;
    - Visite São Paulo - São Paulo Convention & Visitors Bureau;
    - UVESP - União dos Vereadores do Estado de São Paulo;
    - Secretaria de Turismo e Viagens do Estado de São Paulo (apoio institucional).

  • 4. Dos Municípios

    Podem participar todos os Municípios do Estado de São Paulo, exceto a capital São Paulo por ser considerada “hors concours”. É obrigatório o preenchimento de cadastro por um representante do Município no site oficial.
  • 5. Do Uso da Marca

    Os realizadores autorizam os Municípios concorrentes a utilizarem a marca TOP DESTINOS TURÍSTICOS para as suas campanhas de votações, porém, somente os Municípios vencedores poderão utilizar-se do Prêmio para sua divulgação através do título “Município TOP DESTINOS TURÍSTICOS 2021”.
  • 6. Da Periodicidade

    A premiação é anual, sendo a terceira edição em 2021.
  • 7. Da Votação

    O voto se dará através do site oficial da premiação (www.votetop.com.br). Cada participante poderá votar em quantas categorias desejar, porém somente será validado 1 (um) voto por categoria. A votação se dará única e exclusivamente através do site oficial.
  • 8. Da Identificação

    Para votar é obrigatória a identificação através de validação do link social (Facebook).
  • 9. Do Votante

    Pode votar qualquer pessoa física, de qualquer idade ou nacionalidade.
  • 10. Do Sigilo

    As entidades realizadoras se comprometem em manter em sigilo absoluto a identidade do votante, divulgando apenas o resultado total ou parcial das apurações dos votos.
  • 11. Das Pontuações

    Os Municípios concorrerão em condições de equidade, uma vez que o total de votos populares será ponderado pela quantidade de habitantes, e transformados em PONTOS, conforme fórmula:

    A população de cada município terá como referência para o cálculo acima o “Dado Populacional Estimado do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística” da data do início das votações.

  • 12. Das Etapas

    • I - Primeira etapa – INSCRIÇÕES DOS MUNICÍPIOS

      Nesta edição somente os Municípios do Estado de São Paulo podem participar através de inscrição em formulário eletrônico no site oficial.

      Os Municípios podem pleitear quantas Categorias que desejarem, porém, é obrigatória a redação de uma breve justificativa sobre a Categoria pretendida. Os textos devem ser claros e objetivos com o máximo de 1.000 caracteres para cada categoria escolhida.

      Importante: o texto da justificativa será utilizado para dar informações ao público na votação e também na avaliação técnica.

    • II - Segunda etapa – VOTAÇÃO POPULAR: de 1º de junho a 15 de outubro de 2021

      Os Municípios inscritos serão submetidos à votação popular (cidade x cidade, categoria por categoria) no site www.votetop.com.br. A apuração levará em consideração o total de votos obtidos pelo Município, ponderados pelo número de habitantes e transformados em PONTOS, conforme tabela da cláusula 11.

    • III - Terceira etapa – PONTUAÇÃO TÉCNICA: de 16 a 25 de outubro de 2021

      Finalizada a etapa da Votação Popular, os 6 (seis) Municípios mais bem PONTUADOS, segundo os critérios da cláusula 11, serão submetidos a PONTUAÇÃO TÉCNICA pela “Comissão Técnica Julgadora” em cada uma das Categorias descritas na cláusula 13. No caso de a Categoria não atingir o mínimo de 6 (seis) Municípios concorrendo, prevalecerá o número de Municípios inscritos na Categoria, condicionado ao mínimo de 3 (três). Não atingindo este mínimo a Categoria será excluída da Premiação.

    • IV - Quarta etapa – TOP FINALISTAS

      Serão considerados vencedores TOP FINALISTAS os 3 (três) Municípios mais bem PONTUADOS de cada Categoria (Votação Popular + Comissão Técnica). Nenhum Município poderá ser consagrado TOP FINALISTA em mais de 3 (três) Categorias distintas. Portanto, caso o Município esteja habilitado em 4 (quarto) ou mais Categorias, somente serão consideradas, para este Município, as 3 (três) Categorias com maiores pontuações (total de pontos da Votação Popular + Comissão Técnica). Isso somente é possível de ocorrer para os Municípios que se candidataram acima de 3 (três) Categorias.

      Importante: após o comunicado oficial dos realizadores ao Município Top Finalistas, este terá o prazo de 48 horas para se recusar ou abrir mão do Prêmio. Caso não se pronuncie neste prazo estará consagrado Top Finalista, sendo que o mesmo concorda com todas as condições do Regulamento da Premiação. Caso o Município, por qualquer motivo, comunique a desistência, automaticamente o próximo melhor pontuado será consagrado Top Finalista.

    • Apresentação dos Top Finalistas: 1º de novembro de 2021

      Apresentação aos Municípios e Imprensa dos 3 (três) TOP FINALISTAS de cada Categoria.

    • Apresentação dos Top Campeões: 30 de novembro de 2021

      Cerimônia de Premiação no Palácio dos Bandeirantes, São Paulo/SP, onde serão revelados os Municípios TOP CAMPEÕES das Categorias da 3ª edição do TOP DESTINOS TURÍSTICOS 2021, com presenças de Autoridades, nomeadamente Governador e Secretário de Estado de Turismo e Viagens, Imprensa e os representantes dos Municípios TOP FINALISTAS, sendo 3 (três) representantes por Município.

  • 13. Das Categorias

    • Turismo de Aventura
      Movimentos turísticos decorrentes da prática de atividades de aventura de caráter recreativo e não competitivo;
    • Turismo de Compras
      Consiste na viagem cuja motivação está ligada à aquisição de produtos inexistentes ou não encontrados nas condições de qualidade e preço, na localidade de origem do turista;
    • Turismo Cultural
      Atividades turísticas relacionadas à vivência do conjunto de elementos significativos do patrimônio histórico e cultural e dos eventos culturais, valorizando e promovendo os bens materiais e imateriais da cultura;
    • Ecoturismo
      Que utiliza, de forma sustentável, o patrimônio natural e cultural, incentiva sua conservação e busca a formação de uma consciência ambientalista por meio da interpretação do ambiente, promovendo o bem-estar das populações;
    • Turismo de Esportes
      atividades turísticas decorrentes da prática, envolvimento ou observação de modalidades esportivas;
    • Turismo de Estudos e Intercâmbio
      Movimentação turística gerada por atividades e programas de aprendizagem e vivências para fins de qualificação, ampliação de conhecimento e de desenvolvimento pessoal e profissional;
    • Turismo Gastronômico
      Está relacionado à motivação da escolha da viagem sendo determinada ou decisivamente influenciada pela expectativa de experiência diferenciada que a gastronomia de um destino turístico pode oferecer ao turista.
    • Turismo Náutico
      Utilização de embarcações náuticas com a finalidade da movimentação turística;
    • Turismo de Negócios e Eventos
      Conjunto de atividades turísticas decorrentes dos encontros de interesse profissional, associativo, institucional, de caráter comercial, promocional, técnico, científico e social;
    • Turismo de Parques Temáticos
      É a denominação genérica que se utiliza para qualificar as viagens motivadas por visitações a um recinto ou espaço com um conjunto de atrações para fins de diversão, entretenimento, educação ou cultura, normalmente organizadas em torno de uma linha que lhe sirva de tema;
    • Turismo de Pesca
      Atividades turísticas decorrentes da prática da pesca amadora;
    • Turismo Religioso
      Atividades turísticas decorrentes da busca espiritual e da prática religiosa em espaços e eventos relacionados às religiões institucionalizadas, independentemente da origem étnica ou do credo;
    • Turismo Rural
      Atividades turísticas desenvolvidas no meio rural, comprometido com a produção agropecuária, agregando valor a produtos e serviços, resgatando e promovendo o patrimônio cultural e natural da comunidade;
    • Turismo de Saúde
      Atividades turísticas decorrentes da utilização de meios e serviços para fins médicos, terapêuticos e estéticos;
    • Turismo Social
      Forma de conduzir e praticar a atividade turística promovendo a igualdade de oportunidades, a equidade, a solidariedade e o exercício da cidadania na perspectiva da inclusão;
    • Turismo de Sol e Praia
      Atividades turísticas relacionadas à recreação, entretenimento ou descanso em praias;
  • 14. Da Curadoria

    A Curadoria da Premiação, composta por presidentes, vice-presidentes e diretores das entidades realizadoras, tem atribuição exclusiva, segundo seus critérios, para:

    I - eliminar participantes que infringirem as regras deste regulamento;
    II - escolher os membros da Comissão Técnica Julgadora;
    III - excluir ou aglutinar as categorias descritas na cláusula 13, quando não houver o mínimo de três participantes em qualquer das categorias, podendo realocar o inscrito em outra categoria;
    IV - criar novas categorias desde que tal fato seja comunicado a todos os inscritos;
    V - rejeitar a inscrição do participante que não apresentar a justificativa detalhada na primeira etapa da cláusula 12, ou apresentá-la de maneira insuficiente.

  • 15. Da Comissão Técnica Julgadora

    A Comissão Técnica Julgadora será formada por até 6 (seis), sendo o mínimo de 3 (três), profissionais notoriamente conhecedores da Categoria em que avaliará.

    Os Municípios mais bem pontuados na votação popular em cada categoria serão avaliados pela Comissão Técnica Julgadora através de pontuações individuais de 10 (dez) a 100 (cem), de acordo com o critério pessoal e de conhecimento de cada julgador. Os PONTOS atribuídos aos Municípios, serão obtidos da média aritmética dos pontos dos julgadores da Categoria, considerando as 3 melhores notas dos julgadores, expurgando as notas menores.

  • 16. Da Premiação

    Os Municípios vencedores receberão os Prêmios em cerimônia na cidade de São Paulo.
  • 17. Da Utilização do Prêmio

    Os Municípios premiados poderão utilizar o título TOP DESTINOS TURÍSTICOS 2021 da categoria vencedora a partir da entrega oficial na cerimônia de premiação.
  • 18. Dos Top Finalistas

    Os Municípios não pagam para participar da Premiação, sendo a única condição imposta aos Top Finalistas e Top Campeões consiste em aceitar e comprometer-se a obedecer ao presente regulamento.
  • 19. Dos Patrocinadores e Parceiros

    O Prêmio TOP DESTINOS TURÍSTICOS é uma iniciativa da ADVB e SKAL com o apoio e patrocínio de diversas entidades e empresas. O patrocinador, parceiro, empresa, em qualquer categoria de patrocínio e/ou premiação não tem influência, peso, indicação ou determinação no resultado da eleição de qualquer município na premiação.
  • 20. Da Auditoria Independente

    O Prêmio TOP DESTINOS TURÍSTICOS é auditado pela RUSSELL BEDFORD BRASIL em todas as etapas, desde a Votação Popular, procedimentos, validação da Comissão Técnica, até a apresentação das Top Finalistas e Top Campeãs das 16 categorias. E-mail: top@russellbedford.com.br.
  • 21. Das Atualizações

    A presente versão do Regulamento poderá sofrer ajustes e suas atualizações estarão disponíveis no site oficial da Premiação.
  • 22. Do Pedido de Reconsideração

    Caberá pedido de reconsideração, no prazo de 3 dias, somente contra as decisões proferidas pela Curadoria da Premiação, previstas no art. 14, incisos I, III e V.
  • 23. Da Eleição de Foro

    Para dirimir quaisquer controvérsias oriundas deste REGULAMENTO, resta eleito o foro da comarca de São Paulo/SP.